Rumo ao Resultado (Parte II)

“Se você está trabalhando em algo excitante e de que gosta muito,
não precisa ser empurrado. A visão o empurra.”
–Steven Jobs

Retornando ao tema do artigo anterior, vou continuar escrevendo sobre mais alguns fatores que impulsionam ou limitam a caminhada rumos aos resultados.  Um deles é a paixão que seu sonho deve gerar em você.   Essa paixão pode ser traduzida pelo entusiasmo que lhe dá energia e foco no presente, força para o futuro, e se torna enfim o combustível para a conquista dos resultados, mesmo quando tudo parece fugir do planejado. Talento, trabalho árduo e o sonho precisam ser alimentados por essa paixão, afinal ela impulsiona a saída da zona de conforto.

Cuidar dos talentos necessita de constante investimento de tempo e dinheiro.  Aprimore os conhecimentos e competências essenciais para a conquista do seu sonho ou projeto e desenvolva outros, assim novas possibilidades se abrem para o alcance do sucesso.  Disciplina, foco e constantemente revisão do plano, afinal o plano só se realiza se você estiver comprometido com ele.   Talento e paixão torna-se uma combinação explosiva e propulsora de resultados, já que trabalhando no que se gosta, até o trabalho mais difícil se torna uma grande diversão. 

Responda mentalmente: “Para realizar meu sonho ou projeto eu abriria mão de outra coisa importante em minha vida?”, se sua resposta é sim, então você está em vantagem diante de sua conquista.  Não dá para evitar os comentários negativos, mas lembre-se ninguém além de você pode viver a sua vida e conquistar o seu sonho.  Então assuma o controle e faça o que você deseja de verdade, não tenha medo de ser diferente.  O seu sonho é seu, não espere apoio total das pessoas para realiza-lo, isso pode não acontecer.  Eu constantemente lembro-me da história de alguns homens como eu e você que tentaram muitas vezes, antes de serem bem-sucedidos.  E eles muitas vezes estavam em situações bem mais adversas, dentro de contextos históricos e sociais limitantes, mas perseveraram e conseguiram.

Costumo refletir e questionar se a zona de conforto não seria outro fator limitante de sonhos.  Explico melhor, é fácil se acomodar com uma posição segura de trabalho, a vida estabilizada e totalmente organizada, contas pagas e uma rotina estabelecida.  Então o sonho fica lá esquecido no fundo de uma gaveta, esse fator pode ser mais comum do que se imagina de manifestar-se. 

A estratégia definida de trabalho faz com que seu estágio passe de sonhador para implementador.  Para se definir uma estratégia, é necessário o autoconhecimento e compreensão do que se quer como meta de.   Somente após essa fase é que se tem clareza de onde se está e o caminho necessário para o alcance dos objetivos desejados, ou seja, o sonho.

Em gestão de projetos há as definições de entregáveis, na realização de um sonho é importante estabelecer os entregáveis intermediários.  Assim é possível saber em que ponto se está na jornada rumo aos resultados.  Definindo as ações e as entregas se obtêm sempre algum resultado, mesmo quando não se tem ainda todos os detalhes de como executar.  O importante é não ficar parado.

Com todos esses fatores devemos sempre se lembrar de nunca esquecer que todos os sonhos se encontram fora da zona de conforto, e o preço inicial está exatamente em abandonar essa zona para conquistá-los.  E você onde está?!

* O projeto trata do plano rumo a realização dos sonhos.

Fonte: Tecnologia Humana

2 comentários sobre “Rumo ao Resultado (Parte II)

Deixe seu comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s