Sujeito-composto, complexo ser.

Eu e você, sujeito-composto, tão cheios de vida e alegria.
Não sei definir o que somos em palavras, talvez apenas expressão de um complexo ser.
Quem sabe em partes, eu consiga descrever.

Quem somos na música: Gonzaguinha, Fagner, U2, Agepê,
Simply Red, Wando,  Amy Winehouse, Clube da Esquina, DMB,
Caetano, Chico Buarque, Bach, Vivaldi, Sade…
mas nada se compara ao ouvir você cantar e tocar com prazer
num tom que inunda meu ser.

Na literatura que complexo saber, pois vamos de um folhetim a Hume,
Junger, Ghoete, Foucault, Vinícius, Augusto Cury, Argov,
Stephen Covey, Maquiavel, Millor, Drumond ou qualquer outro a escrever…
mas nada ilumina mais nossos dias, do que as palavras escritas e as entrelinhas que surgem das mensagens que chegam nos dias sem se ver.

Na internet são sites, blogs, orkut, jornais, you tube ou outro link que se quer conhecer…
nesses momentos tão simples, que misturam o saber.
Uma parte de mim em você e você em mim, caminhamos a nos desenvolver.

A TV vai de Giro Business, Law & Order, Jô, Futebol, Olivier,
CSI, filmes e muitos vídeos que gostamos de ver…
mas a melhor audiência é quando nos vemos nos olhos do outro,
e em seus braços mais ibope receber.

Como é bom ser sujeito-composto que consegue enriquecer
o outro sujeito que vive livre a correr,
sonhando juntos viver,
sem compromissos de se realizar, apenas um desejo de eterno querer.

Deixe seu comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s