Uma borboleta em meio a lagartas

Um dia essa estranha criatura cresce demais em seu mundo, um pequeno casulo, uma lagarta transformada em borboleta num ambiente que nunca tinha comportado uma criatura estranha dessas. Então só lhe resta um caminho, com suas lindas asas, ela voa mesmo sem ter ao certo um lugar para onde ir.

Você já se sentiu assim na organização onde estava?  Seja ela pequena, média ou grande, privada ou pública, um dia nos damos conta que não somos mais do mesmo modo.  Novamente a automudança aconteceu e você se sente uma criatura totalmente fora dos padrões e nesse momendo é hora de buscar um novo mundo, um novo espaço, um novo desafio…

Esse deveria ser um processo natural e muito celebrado para os que rompem os paradigmas de onde estão, mas muitas vezes são incompreendidos e relegados.  Há momentos de liberdade, oportunidade e individualidade que mudam a todo instante e que possuem significados diferentes para cada pessoa.  As vezes lagartas tentam ser borboletas e borboletas tentam ser lagartas,  mas tentar se adaptar a padrões e mundos que não são os seus gera dor e frustração.

Por que as pessoas se permitem ir vivendo, de modo tão insatisfatório, enclausuradas e infelizes?  Nesse momento lembre-se você sempre tem escolha.

Deixe seu comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s