O Amor Tolerante

“O amor é descansado.

Ele deixa que o outro e eu sejamos tais como somos…

Não deseja que sejamos diferentes.

Deixa cada um livre para ser como é, para crescer e tornar-se o que corresponde à sua destinação.

De um amor como esse não precisamos defender-nos ou ter medo, nem o outro, nem eu.

Nesse amor nos confiamos a algo que, superando nossas esperanças, desejos e medos, nos acolhe a todos,

como um grande rio recebe muitos afluentes.

Quando mais esse rio recebe, tanto mais ampla, profunda e poderosamente flui sua torrente,

até que tudo indistintamente se dissolva num oceano

que recebe e conserva tudo e todos da mesma forma.

Esse amor antecipa o que um dia virá a ser.”

( Bert HELLINGER, “Pensamentos a caminho”)

Deixe seu comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s