Por Causa desta Palavra – Estudo para Células 31


 (By Pr. Laerte Augusto – ICS)

Marcos 7:24-30

Introdução: essa passagem bíblica relata uma história de fé. Uma mãe foi até Jesus e lhe fez um pedido comovente: sua filha estava possessa de um espírito imundo, e ela pediu ao Senhor que expelisse o demônio. Entretanto, ao fazer esse pedido, ela encontrou um obstáculo que precisou ser vencido para que o milagre se realizasse. Jesus disse a ela ?que não era bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos?, referindo-se ao seu propósito ministerial, já que o alvo da sua vinda era Israel, para que se cumprisse o que Deus havia prometido aos israelitas.

João 1:11 diz que Jesus ?veio para o que era seu?, isto é, o Messias estava prometido para os judeus, e a sua vinda era o cumprimento da promessa de Deus para o seu povo. O verso 26 conta que aquela mulher era grega, de origem siro-fenícia; Mateus 15:24, que relata a mesma história, conta que Jesus responde à mulher da seguinte forma: ?Não fui enviado senão às ovelhas perdidas de Israel?, revelando o objetivo da sua vinda. Tudo isso nos leva a entender que, a princípio, a bênção não era para ela, mas mesmo assim a mulher não desistiu diante daquele obstáculo e na sua insistência conquistou o milagre que almejava.

Entre a mulher e o milagre que ela buscava havia um obstáculo. Não raramente, entre nós e os nossos objetivos existem obstáculos que precisam ser transpostos. Essa mulher grega tomou três atitudes que possibilitaram a libertação de sua filhinha, e as atitudes que ela tomou servem de ensino para vencermos os obstáculos que teremos de enfrentar.

1. Fé ? o verso 25 diz que ela ouviu a respeito de Jesus e foi até Ele. A Bíblia diz que a fé vem pelo ouvir, pois o que despertou a fé na vida daquela mulher foi o que ela ouviu sobre o poder de Jesus de Nazaré. Tome cuidado com aquilo que você ouve, aquilo que ouvimos pode alimentar a nossa fé, mas também pode desestimulá-la. Existem muitos discursos por aí que são usados pelo inimigo para nos confundir e nos roubar a fé.

Outro dado interessante é que ela ouviu e foi. Quando a fé toma conta do nosso interior nós ganhamos movimento, a fé não nos paralisa, pelo contrário, nos dá intrepidez para agirmos. Muitas pessoas dizem que tem fé, mas estão paralisadas, inertes, desanimadas, não saem do lugar, não conseguem nem mesmo sair de casa para ir até as reuniões da igreja ou participarem das reuniões de célula. O que aconteceu com essa mulher grega foi exatamente o contrário, ao saber que Jesus era poderoso para libertar a sua filha, ela vai até Ele e pede, manifestando a sua fé. Ela não ficou pensando na possibilidade de não ser recebida pelo Senhor, não ficou pensando nas dificuldades que poderia encontrar, a sua fé fez com que se movesse em direção ao milagre.

2. Adoração ? o verso 25 também diz que ela chegou e se prostrou aos pés de Jesus. Mateus 15:25 diz que ela adorou ao Senhor. Além da nossa fé, precisamos entender que a adoração derruba barreiras e libera os caminhos da bênção. Quando, no meio da luta e das aflições, conseguimos adorar a Deus, o mundo espiritual é abalado pela nossa adoração. O poder da adoração vai além da nossa compreensão, a resposta de Deus àqueles que o adoram em espírito e em verdade, mesmo quando enfrentam as maiores dificuldades, é sobrenatural.

Em 2 Crônicas 20:20-22 vemos Deus dando uma vitória tremenda ao seu povo quando o seu exército saiu à guerra e simplesmente não lutou, durante aquela batalha os cantores foram adiante do exército louvando a Deus, dizendo: ?Rendei graças ao Senhor, porque a sua misericórdia dura para sempre?. A Bíblia diz que o Senhor pelejou por eles, confundindo o inimigo e dando a vitória ao seu povo. Creia nisso: a adoração derruba barreiras!

3. Venceu o orgulho ? em terceiro lugar, no verso 28, após ter ouvido do Senhor que não era bom deixar de atender os israelitas para atendê-la, ao invés de se rebelar e sair resmungando, ela se humilha na presença do Senhor, liberando uma palavra que retorna como bênção para ela. Acredito que a maioria sairia daquele encontro decepcionada com as palavras pouco simpáticas de Jesus, reclamando daquilo que acabara de ouvir.

Entretanto, aprendemos com aquela mulher grega que o orgulho muitas vezes nos separa da bênção de Deus. Se ela não tivesse vencido o seu orgulho e se humilhado na presença de Jesus, certamente não teria alcançado a libertação de sua filha que ela tanto queria. Ela precisou vencer os argumentos da sua própria alma, os argumentos da alma de uma pessoa podem aprisioná-la e fazer com que ela viva distante da bênção de Deus.

Quando ela vence o argumento da alma, sai dos seus lábios uma palavra que libera a bênção sobre a sua filha. Ao se humilhar e dizer que ?os cachorrinhos, debaixo da mesa, comem das migalhas das crianças?, ela ouve de Jesus: ?Por causa desta palavra, podes ir; o demônio já saiu de tua filha?. Jesus não está dizendo que a bênção veio por aquilo que Ele falou, mas por aquilo que ela falou.

O que é que você tem falado para Deus? Quais as palavras que você tem liberado? Aquilo que falamos para Deus pode resultar em bênção para a nossa vida. Vença os argumento da sua alma e seja abençoado em nome de Jesus. Provérbios 18:20, 21 afirma: ?Do fruto da boca o coração se farta, do que produzem os lábios se satisfaz. A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto?.

Deixe seu comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s