Descobertas da Sabedoria (parte 2) – Estudo para Células 39

 (By Pr. Laerte Augusto)

Eclesiastes 7

Introdução: na semana passada começamos a estudar o capítulo 7 de Eclesiastes. Vimos o quanto é importante zelarmos por nosso testemunho, cultivando uma boa fama. Vimos também, que manter a sobriedade é muito importante, e por isso não podemos nos deixar levar pela euforia, conservando a sensatez. Aprendemos também que é melhor o fim das coisas do que o começo, e assim devemos ser perseverantes, a fim de alcançarmos os nossos sonhos e metas sem desistirmos deles. E, por último, vimos o quanto é importante ter uma visão objetiva da vida, olhar sempre para frente e se desprender do passado, pois a Bíblia diz que não é sábio dizer que os dias passados foram melhores.

Hoje, continuaremos a estudar o capítulo sete de Eclesiastes. Veremos mais quatro descobertas da sabedoria que estão contidas nessa porção da Palavra de Deus.

1. As realidades da vida ? o verso 14 ensina a nos relacionar com as realidades da vida. De forma bem objetiva ele diz que no dia da prosperidade devemos aproveitar, mas no dia da adversidade devemos nos lembrar que Deus fez tanto um quanto o outro. Em outras palavras Salomão está dizendo que nem tudo são flores na vida, tenho que saber estar por cima e também suportar quando estou por baixo. Afinal de contas, foi Deus quem fez tanto um quanto o outro.

Muitas pessoas querem viver num mundo irreal. Elas não querem enfrentar as tribulações da vida, as dificuldades que fazem parte dela. Jesus disse que no mundo nós teríamos aflições, porém, ele não disse que em todo o tempo a vida seria de aflição. O que importa é estarmos preparados para enfrentar as situações que se apresentarem diante de nós e sempre nos lembrar que dependemos de Deus em todas as circunstâncias. Sem levar em conta o momento, se ele é bom ou ruim, o que devemos saber é que em todo o tempo dependemos de Deus.

2. As limitações ? o verso 16 diz que ?não devemos ser demasiadamente justo, nem exageradamente sábio?, e depois ele pergunta: ?por que te destruirias a ti mesmo?? O que Salomão está dizendo é que não devemos esquecer que somos limitados e precisamos aprender a nos relacionar com as próprias limitações. Quando não entendemos isso, nos tornamos legalistas e rejeitamos a graça, e assim acabamos nos destruindo.

Tem gente que quer tudo certinho, se uma coisa sai do lugar ele já briga e joga tudo fora, o excesso de rigor acaba nos desestimulando. Tem gente que quer saber de tudo, entender tudo antes de confiar em Deus, ele não entende que ser sábio ao extremo nos leva à destruição. A Bíblia não está nos convidando à uma vida desmazelada, devemos sempre nos esforçar e fazer o nosso melhor, todavia, não podemos nos esquecer que não somos máquinas infalíveis, mas, somos seres humanos limitados e amados por Deus.

3. A personalidade ? no versículo 21, Salomão diz que ?não devemos aplicar o nosso coração a todas as palavras que se dizem?. Não podemos nos impressionar com tudo o que é dito, com boataria, com as famosas ?pilhas?, com os recadinhos. Se levarmos em consideração tudo o que é falado a nosso respeito, se comprarmos tudo como se fosse verdade, não sairemos do lugar. Tem pessoas que perdem o sono porque alguém disse alguma coisa, passam a noite em claro por causa de alguma palavra que disseram a respeito delas.

Na verdade, esse versículo está abordando a firmeza da personalidade. Ser forte mentalmente também faz parte da sabedoria da vida. Vivemos num mundo de provocações, o inimigo das nossas almas usa de palavras maldosas com o objetivo de nos desestabilizar. Por isso, precisamos de uma consciência marcada pelo sangue de Jesus, a fim de conquistarmos uma personalidade forte, capaz de suportar as provocações, sem nos abatermos.

4. Ser acessível ? o versículo 24 diz: ?o que está longe e mui profundo, quem o achará?? Nesse ponto, a Bíblia está nos ensinando a sermos acessíveis. Deus é profundo mas criou um acesso a Ele por intermédio do filho Jesus. Ele não se isolou, mas construiu uma ponte para que pudéssemos descobri-lo. Você pode ser um grande talento, ser sábio, profundo, uma grande bênção em potencial. Mas se você for inacessível, o seu potencial nunca será revelado e você se tornará um grande desperdício.

Precisamos construir pontes de acesso para as pessoas, não podemos construir muros que nos isolem. Também faz parte da sabedoria da vida os relacionamentos, a aproximação, os acessos que criamos. Vivendo assim, abençoaremos e seremos abençoados, compartilhando o que somos, cresceremos e veremos as pessoas crescerem.

Deixe seu comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s