Hissopo

O Hissopo significa purificação e força. Era uma planta comum, da família da hortelã. Com seus ramos duros e folhas fibrosas, era apropriado para aspersões.

Além da páscoa (em Êxodo, vemos os Israelitas aspergir sangue sobre as vegas de suas portas, como sinal de que o anjo da morte ali não deveria passar), era usado na purificação de leprosos (lv 14:2-7), na purificação de pragas (lv 14:49-52) e no sacrifício da novilha vermelha (Nm 19:2-6).

Em Lv 14:2-7 o leproso que desejava ser limpo deveria tomar duas aves uma na qual seria morta para símbolo de purificação e outra solta como símbolo da liberdade recém encontrada. O hissopo seria molhado no sangue da ave morta sobre águas correntes e sete vezes espargido sobre o que deseja ser limpo da lepra.

A purificação da casa seguia o mesmo primeiro estágio do ritual de purificação do leproso. O hissopo é novamente usado para espargir o sangue e a água corrente sobre a casa sete vezes.

No caso do ritual da novilha vermelha não fica claro o uso do hissopo para espargir o sangue sete vezes no meio da congregação, mas que foi usado como erva aromática durante a queima do novilho.

"Purifica-me com hissopo, e ficarei limpo, lava-me e ficarei mais alvo que a neve." Sl 51.7. Nessa oração de Davi, vemos uma comparação do seu pecado com a leprea, que precisava ser purificado.

Vemos então o Hissopo como o perdão e a lepra representando o pecado. 
 

Deixe seu comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s