Chamada de Abraão (Gn 12)

Quando Abraão recebeu a chamada do Senhor de ir para a terra que o Senhor havia preparado e que lhe daria, Abraão estava em Ur, depois teve essa chamada reiterada em Harã, onde morava com seu pai.

Essa chamada determinava que Abraão deveria renunciar a sua terra, aos parentes e amigos, dos pais e ir onde o Senhor determinasse, confiando nas promessas de Deus, de graça divina e prosperidade.

Deus lhe fez então uma promessa de que de Abraão, faria uma grande nação, nessa época este não tinha filhos. Essa promessa é em relação a nação judaica, aos descendentes de Isaque e Jacó.

Estas promessas foram cumpridas nas bençãos temporais que Abraão recebeu (Gn. 13:2; 24:35), nas bençãos espirituais (Gn. 21:22) e na fama de que desfrutou (Gn. 23:6; Is 41:8).

Nas promessas que Deus fez estão também as de que os que abençoassem ou amaldiçoassem a Abraão o estariam fazendo à Deus, isso mostra nos o relacionamento íntimo de Deus para com Abraão.

Abraão partiu com 75 anos de Harã e com ele, Sara, sua esposa e a Ló, seu sobrinho, com todos os seus bens e empregados. Abraão obedeceu o chamado e assim converteu-se no líder dessa inumerável família de crentes que têm conhecido a nação cujo arquiteto e construtor é Deus.

Partiram em direção a Canãa e lá chegaram, onde os cananeus habitavam, o Senhor então lhe falou que a descendência de Abraão herdaria aquela terra.

Em sua caminhada Abraão edificou vários altares à Deus, entre eles; no carvalho de Moré e Betel. Mas Abraão não mostrou ser sempre confiante no Senhor, pois quando entrou no Egito, usou de artifícios para se proteger, não confiando em Deus para livrá-lo, por outro lado Deus não abandonou Abraão, mas impediu que Faraó, através de uma praga de coabitar com Sara, e revelou a este a verdade sobre Abraão e Sara.

Esse texto nos dá uma idéia clara de que Deus não nos protege pela metade, mas nos ajuda em todo o tempo, se estivermos dispostos a renunciar ao nosso eu e deixá-lo agir em nossa vida. Não importa o que Deus tenha preparado, a única coisa que Ele deseja em troca é nossa vida dedicada a sua vontade e obra.  

Deixe seu comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s